sexta-feira, 22 de julho de 2011

O pior momento da minha vida, após o pós cirurgico.


Passaram os 4 dias, e Graças a Deus, meu menino reagiu super bem! os medicos ficaram surpresos, pois ele tinha apenas 60% de pulmão direito e 20% do esquerdo ( isso apos a cirurgia de correção, os pulmões se expandiram), o coração estava perfeito, os parametros de oxigenação estavam apenas com 15% de ajuda mecanica.... saturação otima, entre 96/97... estava tudo pronto para a extubação! Nossa.... foi uma noticia maravilhosa!!! Fiquei muito feliz! Meu filho se recuperou! Gloria Senhor!
Então no dia seguinte extubaram ele... ele reagiu mais ou menos.... pq no dia seguinte ja tinha algo errado..mas ninguem sabia o q era... mas mesmo assim, fizeram a extubação pela parte da tarde, colocaram ele numa cupula redonda de ar, e eu pude ver a boquiha do meu menino...perfeitinha! sem nada de tubos! Nesse dia fui para casa muito feliz!
No dia seguinte, fomos ao hospital, como de costume, e qnd chegamos, para nossa surpresa, estava lá, o Diego, entubado novamente! Foi um susto pra mim, a Pediatra veio conversar, e disse q ele não aguentou muito, ele estava forçando dmais a respiração, os paramentros haviam aumentado, meu filhinho estava com 60% de auxilio de oxigênio, eu disse q tinha algo errado, notei q o cateter do cordão umbilical, q levava a NTP para suas veias umbilicais, estava com uma perninha solta... e sua barriga estava inchada, mostrei a enfermeira, e ela disse q tava normal... mas não estava satisfeita, me conformei, pq não entendia nada, mas fui embora com um pé atrás. Não consegui durmir a noite, rolava de um lado para o outro, me dava falta de ar, meu coração acelerava... parecia q iria saltar pela boca, mal sabia eu, q meu filho estava passando por momentos difíceis.
No dia seguinte, as 6h da manhã, o telefone da casa da minha prima toca.... era do HC, a a Pediatra, Drª Leticia, me liga, e diz...: " Beatriz, venha para o hospital o mais rapido possivel, o Diego passou muito mal pela noite, teve 2 paradas cardio-respiratória... ele ta muito mal, e não sei se ele vai resistir..., por favor, venha o mais rapido possivel!" Neste momento, meu mundo caiu..deixei o elefone cair no chao, e entrei em desespero...não conseguia falar, e na hora minha prima pegou o telefone, e a Drª ainda estava na linha, mas continuara falando, mas sem saber q eu não estava escutando, e minha prima pegou a conversa no meio do caminho, e tinha entendido q o Diego havia Falecido, e dera a noticia para todos, e eu em desespero.... não conseguia falar...
consegui criar forças e disse q não, q ele não havia falecido, mas q estava muito ruim...e q era para nós irmos ao HC rapido!
Eu nem me troquei, fui do jeito q estva, de calça de moleton,uma blusa de moleton,e chinelo, estava fora de mim....derepente eu fiquei fora do ar, falavam comigo, e eu ficaa como q se não estivesse ali... e realmente, estava com meu filho, só pensava nele, ao chegar no HC, sai do carro correndo, ate quase fui atropelada, pois atravessei a rua sem olhar para os lados, só sei q cheguei na recepção e disse abre o portão, tenho q ver meu filho, me ligaram para vir urgente! eles rapidamente abriram... e fui ate a neo... nesse momento, aflita, eu nem quis ver medico, enfermeira... fui diretamente onde estava meu bb, e enfim, meu garotao estava lá, resistindo, saturação 90/89... o susto ja havia passado, ele ja estva bem, mas com os parametros 100% mecanica, a Drª Leticia me chamou e disse q ele ja estava melhor, e q não podia ter deixado de me chamar, pois nao sabia o q poderia acontecer, e eu imediatamente dei um abraço nela e disse, obrigada por ter me avisado, obrigada por salvar meu menino!
Ainda fora de mim, sem rumo...sem noção.... fiquei por horas em pé na frente da encubadora, não saia nem para ir ao banheiro... depois q me colocaram uma cadeira ao lado para eu sentar, mas nem percebi o qnt tepo estava em pé, e nem qnd me colocaram sentada, depois os aparelhos começaram a apitar.... meu filho estava ficando com pouca oxigenação.... eu em desespero... me retiraram da sala...so via apenas os medicos, com auxilio de uma bombinha, ajudando meu filho a respirar...depois de controlado, voltei a sala...mas em prantos... chorava o tempo todo, é ate dificil lembrar e não conter as lagrimas.... meu filho estava bem, estava com 9 dias de vida, o q estava acontecendo, pq q aconteceu isso?? e nnguem sabia me responder.... apenas a barriga do meu filho estava inchada, chamei a pediatra e mostrei, e disse q isso não era normal, q tinha algo errado, mas ela havia dito q era apenas inchasso da cirurgia... mas eu dizia... não pode ser..ele não tava assim depois q saiu da cirurgia..., e ela disse...vamos estudar isso, vou ver o q pode ser, vou pedir exames, mas os resultados serao mais tarde... e como ja estav muito tarde... eu tinha q ir embora, pois no hospital não tinha lugar para ficar...somente cadeiras... , e não iria adiantar ficar... so iria atrapalhar..., meu filho estava nas mãos das enfermeiras, e dos medicos....

3 comentários:

  1. Aiiii amiga, lendo a história de lutas de vcs, não tenho como conter as lágrimas, lembro do desespero que tive qdo foi com a Clara, sei o que vc sentiu, teve dias que eu não sabia como conseguia fazer as coisas, não lembrava de coisas q tinha acabado de fazer, acho q nosso cérebro passa por um trauma tão grande que chega ser inesplicavel as coisas que fazemos, pq só pensamos neles, de como estão, como estão reagindo, só pensamos neles, nada é mais importante nakele momento que eles, acho q por isso nosso cerebro bloqueia outras coisas. Bjus no seu coração e um xero forte no Diego, outra criança guerreira.

    ResponderExcluir
  2. Puxaa Bia, realmente, impossivel ler e nao lembrar do que passei com a C. Ela também foi extubada diversas vezes mas nao se mantinha mto sem o tubo... Um sofrimento só... Cada volta para o tubo era um desespero...

    Mas graças a Deus, nossos guerreiros resistiram e hj nos enxem de orgulho!!!

    beijao flor

    ResponderExcluir
  3. não como não lembrar oq passei com a duda...tinhas dias q a saturação dela ia la pra 40 até 38 nossa era horrivel...uma terça antes dela falecer...o médico disse q ela corria risco d morrer a qualquer momento...aqle dia pra mim..foi mto triste eu começei a chorar e me abraçei ao médico e ao meu irmão q estava comigo e chorei mto eu dizia pra ele q eu não qria peder ela..o meu mundo caiu nesse dia...fiquei a noite com ela e esperei meu marido voltar da praia pra nos ir pracasa da minha vó e na proxima terça da outra semana ela faleceu qndo tdu estava dando certo..não tinha mais infecção nenhuma..e o remedio para a hipertenção estava dando certo..foi erro deles ter trocado ela d sala oq deu parada cardiaca de 6 min e ela ficou com sequelas...enfim eu lembro até agora tdu oq passei com ela nesses 22 dias q ficamos juntos....cleidi..bjs bia fica com Deus...

    ResponderExcluir

Obrigada Pelo Seu comentário!!!